13/05/2013


Entrevista Kiera Cass

1
Olá leitores tudo bem com vocês??
Hoje trago aqui para vocês a entrevista que o blog The Selection Br traduziu e achei super legal e vou postar aqui para vocês..
Afinal eu adoro essa série e não vejo a hora de ter o último livro para ler!!! 
Vamos conferir então..






P: Além de America, qual das meninas da Elite você se identifica mais e por quê?
R: Eu sinto como se eu fosse uma de cada garota, eu acabaria sendo Natalia. Eu penso 9 vezes em 10. Eu, na verdade, não sei o que vai acontecer. Eu realmente gosto que ela não ligue muito para coisas que não importam. Não tenho muita certeza se eu me identifico com ela, mas eu gosto muito dela.

P: Celeste é descrita com um fervor especial. Isso é apenas sarcasmo de America para com a personagem ou você, como autor, descreveu de experiência com uma garota má da época de escola?
R: Elas são como água e óleo, não são? Apenas o tipo de pessoa que Celeste é não faz sentido para America, e por causa disso, ela realmente não tem paciência. Nota Lateral: Sim, o nome de Celeste foi de alguém que foi realmente má comigo uma vez. Eu não  a vejo desde que eu tinha, talvez, 10 anos. Então eu não faço ideia de o que ela se tornou, mas na escola ela foi... não muito legal. Pelo menos não pra mim.

P: Ao manter seu relacionamento com Aspen sob sigilo, America está tentando nivelar a “seleção” ou ela está se vingando?
R: Ela genuinamente se importa com o Aspen e realmente pensa que é mais seguro e inteligente, para todos, mantê-lo sobre sigilo. Mas chega um ponto que compartilhar o seu segredo é pior que mantê-lo em primeiro caso... Eu estou preocupada que talvez ela chegue lá.

P: Nós todos sabemos que o sucesso de “The Bachelor” e alguns desses shows é um tanto ruim... Mas porque, se de todas, a vencedora de A Seleção tem a chance de uma feliz vida de princesa?
R: Felicidade depende do vencedor. Quero dizer, podemos ver que a Amberly teve sua cota de mágoas. Ela perdeu alguns bebes, se separou de sua família e parece sofrer de alguns problemas de ansiedade. Mas será que alguma vez a vimos menos que graciosa com aqueles ao seu redor? Uma vez escolhida, a vencedora é a princesa.  É isso. Divorcio não é uma escolha. Então é melhor nós esperarmos que Maxon faça uma escolha sabiamente e caso de não, todos deverão saber fazer o melhor sobre isso.

P: Nós aprendemos muitas informações sobre a família real em “A Elite”.  Quanto do caos do lado de fora do palácio os afeta do lado de dentro?
R: Muito. Tem muita coisa acontecendo que não vemos porque a America não vê, mas tem forças dentro e fora de Illéa que mantém o rei constantemente sobre as ponta dos pés. Eu não quero estragar nada para aqueles que não leram “A Elite” ainda, mas o estresse é uma grande parte do porque dele ser do jeito que é no livro dois.

P: Se você tivesse que descrever a jornada mental/emocional de America em “A Elite” em apenas uma ou duas palavras, o que você usaria?
R: Baita Confusão (Hot mess no original, achei melhor “baita confusão” do que “Confusão quente”)

P: Qual dos espetaculares vestidos  usados nas capas você gosta mais?
R: Eu preciso do vestido de “A Seleção”. Eu preciso. Por razões.

P: Qual cor você espera que usem no terceiro livro?
E: Qualquer tipo xadrez está ótimo.

E ai o que acharam?? Já leram os livros da série?? Eu já li e adorei, logo teremos a resenha de A Elite aqui no blog para vocês.
Beijus
Camila Mazzetto

1 comentários:

Paty Algayer disse...

Adorei a entrevista! Eu já li A Seleção e amei, estou esperando meu exemplar de A Elite chegar, pra continuar a conhecer esta história incrível!
Bjus,
Paty Algayer - http://www.magicaliteraria.com/

Postar um comentário

 

Leituras da Cá Copyright © 2009 Girl Music is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez