18/01/2014


Resenha: Caçadora de Unicórnio

3
Olá pessoal, como estão???
Hoje trago para vocês mais uma resenha, e o livro da vez é Caçadora de Unicórnios!!!
Esse livro faz parte do meu Desafio de Férias

Vamos conferir...


Caçadora de Unicórnios



Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501098603
Ano: 2013
Páginas: 364
Skoob: 4/5



Comprei esse livro por pura curiosidade, gostei da capa e como não tinha lido nada sobre unicórnios ainda, a não ser os contos do livro Unicórnios x Zumbis e a autora tem um conto lá, então resolvi comprá-lo e ver como é.
Astrid é uma garota de 16 anos que passou a vida toda ouvindo de sua mãe que unicórnios existem, mas sempre achou que isso era uma das loucuras da mãe e nunca deu atenção para o assunto. Até que em um certo dia seu ¨namorado¨acabou sendo atacado por um animal que mais parecia um bode, mas com um diferença, um chifre enorme no meio de sua cabeça. A partir desse dia em diante Astrid nunca mais pensou que sua mãe era louca quando se tratava de unicórnios.
 Lilith tratou de enviar sua filha Astrid para Roma, onde fica a Ordem da Leoa, uma espécie de convento, mas  ao invés de freiras tem caçadoras de unicórnios, claro que Astrid não gostou muito dessa história, ainda mais porque tem que viajar sozinha.
No começo o livro é um pouco parado, mas nada que atrapalhe a leitura, gostei muto de Astrid como a protagonista e o livro sendo pela visão dela, um fato que chama atenção nesse livro é que quando se fala em unicórnios, sempre imaginamos eles fofinhos, coloridos e que e que queremos ter um em casa se possível, mas nessa história os unicórnios são diferentes, eles são mortais, qualquer pessoa que chegar perto de um deles terá sua vida em risco e provavelmente morrerá com um chifre no meio do corpo, e se não morrer por causa do ferimento vai ser por causa do veneno que existe em seu nele, apenas garotas virgens e descendentes de caçadoras podem enfrentá-los sem morrer pelo veneno, mas pelo ferimento pode como qualquer outra pessoa.
Outra coisa bem interessante é que as caçadoras são descendentes de Alexandre, O Grande que a muito tempo atrás conseguia ganhar as batalhas por causa de seu cavalo Bucéfalo, mas o que ninguém sabe é que esse é a maior e mais terrível  espécie de unicórnio, karkadann, por isso conseguia as vitórias. Existem cinco espécies de unicórnios, zhi , kirin, re´em, einhorn e karkadann.
Depois que Astrid chega na Ordem da Leoa, ela conhece Cory e Neil que são os digamos ¨recrutadores¨de caçadoras para poderem matar os unicórnios, que a princípio ela não gosta muito, mas com a chegada de sua prima Phillipa tudo começa a melhorar para Astrid, até porque Phil, não gosta de ficar trancada naquele lugar e acaba levando Astrid para conhecer Roma junto com ela à noite, em sua primeira noite elas conhecem dois rapazes Giovanni e Seth que acabam dando uma certa ajudinha na diversão das duas.
Sem dúvida nenhuma a melhor parte de toda história é quando todas as caçadoras estão atrás dos unicórnios para matá-los, sendo que nesse livro conhecemos apenas três dos cinco tipos unicórnios, o zhi, que é facilmente domesticado,é bem ¨fofinho¨com pelos brancos e pequeno, elas tem um de ¨estimação¨ chamado Bonegrinder, o kirin, que é maior e facilmente se confunde na escuridão da noite, por seu pelo ser azul escuro e todo tigrado, têm uma grande ferocidade e também o karkadann o maior de todos os unicórnios e o mais mortal. Não posso dar muitos detalhes de como e quando todos aparecem pois isso seria spoiler.
Um livro que me surpreendeu muito com sua narrativa, cheio de partes bem sangrentas, mas que vale muito a pena ser lido, um novo tipo de fantasia que me conquistou e confesso que estou louca para ler o próximo livro, mas sei que vai demorar bastante, pois acho que ainda não foi nem lançado lá fora e como aqui sempre demora mais vou ficar um tempo com saudades dessa história.

Espero que tenham gostado da resenha!!!!
Beijus
Camila Mazzetto

3 comentários:

Ana Caroline disse...

Eu ainda não li este livro, mas tenho lido resenha positivas sobre ele. Acho a capa dele um pouco diferente e talvez seja isso que tenha me feito deixar ele um pouco de lado, mas estou começando a mudar de ideia.

beijos.

http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br

Andrea Galvão disse...

Eu estou morrendo de vontade de ler esse livro desde que li "Zumbis x Unicórnios". Realmente, ninguém imagina que um livro com Unicórnio teria partes sangrentas, né? hahah
Beijos,
Own mine

Amanda T. disse...

Adorei sua resenha, ficou mega explicadinha, com as raças de unicórnios e enfim... A mitologia do livro parece sensacional e super original, sou louca pra ler!

Beijos
http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 

Leituras da Cá Copyright © 2009 Girl Music is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez